O ano de 2015 foi muito importante para praticantes dos esportes aquáticos de remo no Brasil, como Stand Up Paddle e Canoagem. Não apenas pela proximidade dos jogos olímpicos Rio 2016, mas pelo sucesso do estabelecimento de um importante circuito de provas inéditas e desafiadoras no Brasil, a Tríplice Coroa, que mostrou seu lugar e importância no esporte nacional, bem como incentivou atletas a expandir seus desafios.

Como o nome sugere, o circuito conta com três provas, de diversas categorias, e o competidor que tiver a maior pontuação na soma das três é o grande vencedor da Tríplice! Concebida e produzida pela Ecooutdoor, agência de eventos esportivos especializada em esportes aquáticos (responsável pelos eventos Aloha Spirit Festival, no Brasil há 7 anos), a Tríplice Coroa foi instaurada em 2015 após muitos atletas desejarem provas mais desafiadoras, com mais adrenalina, e ao mesmo tempo, mais técnica e preparo. Com o aumento dos desafios, perigos e dificuldade das provas, foi necessário repensar na segurança das mesmas, pois eles seriam expostos a riscos mais fortes e reais. Nessa perspectiva, a produção do circuito tornou obrigatório o uso do SPOT Gen3 por todos os participantes, para assegurar que eles estariam seguros e protegidos em qualquer hipótese ou caso extremo!

Triplice Coroa 3 etapa buzios cabo frio arraial do cabo

triplice coroa cabo frio arraial rio de janeiro ecooutdoor

A primeira etapa foi a Rio 34.1, no Rio de Janeiro. Os competidores remaram por 34.1 km, partindo da Praia Vermelha, aos pés do Pão de Açúcar, até a praia do Recreio! A segunda etapa consistiu numa volta nas Ilhas Cagarras, também no estado do Rio de Janeiro. E a terceira e final etapa, foi a Travessia Arraial do Cabo – Cabo Frio, em Outubro de 2015. Nessa prova, os competidores saíram da Praia dos Anjos, em Arraial do Cabo (região dos lagos do Rio de Janeiro) e partiram em direção ao Clube Náutico de Cabo Frio.

Dentre os destaques, tivemos os grandes campeões gerais da etapa 2015: Marcio Adriani no SUP Stock Masc, Marly Pires no SUP Stock Fem, Bruno Torquato no SUP Unlimited Masc, Renato Costa e Tatiana Queiroz no SUP Revezamento Misto, Rodolfo Torres na OC1 Masc, Patrícia Linger na OC1 Fem, Carlos José Lopes na V1. Veja os resultados completos aqui. Agora, rumo a 2016!

Confira as fotos da última etapa de 2015:

Compartilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *