Conheci o cara durante a Brasil Ride 2013.

Sua dupla era ninguém menos que Janildes Fernandes, a primeira atleta brasileira a conquistar uma medalha feminina no ciclismo de estrada em Jogos Pan-americanos, lá em Winnipeg, no Canadá! Fora esse pequeno detalhe, ela também esteve nos Jogos Olímpicos de Sidney 2000, Atenas 2004 e Londres 2012…

Mas estamos aqui para falar do Beto Liber, vulgo Betão, o ciclista que eu conheci enquanto ele fazia dupla com Janildes em sua primeira experiência como ultramaratonista numa prova de Mountain Bike. Tá certo que Janildes tinha acabado de dar à luz e estava voltando ao esporte depois de alguns meses parada. Ainda assim, a pegada foi forte e Betão foi companheiro para toda e qualquer roubada, que não foram poucas numa prova tão longa quanto a Brasil Ride, 600 km em sete dias no calor da Chapada Diamantina.

Quase dois anos se passaram antes de pedalarmos juntos novamente. Foi na Serra do Japi, início de 2015. Eu estava totalmente destreinado e sofri muuuito pra subir até a famosa placa do avião, no ponto mais alto da Serra. Quase desisti dessa vida sofredora, mas o Betão não me deixou desanimar, porque ele tem o dom de te fazer sentir bem, mesmo se estiver pedalando (e sofrendo) morro acima. Vejam um treino nosso de MTB lá na serra:

https://www.youtube.com/watch?v=0WFSvo5OnsU

Nesse mesmo ano repetimos a dose na Brasil Ride e continuamos a nos encontrar nos treinos diários em São Paulo, nos longos de final de semana em Romeiros ou em viagens como a da Serra do Rio do Rastro, que fizemos no início desse ano. Foi então que veio o convite: Vamos formar uma dupla master para fazer a Brasil Ride “Warm Up” em Botucatu?!

Formar uma dupla master com Beto Liber para correr a Brasil Ride Warm Up, em Botucatu?!?! Só se eu estivesse maluco!)

– Bora Betão!

https://www.youtube.com/watch?v=R1OM26WXALg

Foi assim que surgiu a dupla que conquistou o quinto lugar entre as duplas masters desse ano na Brasil Ride Warm Up. Foram três dias de uma prova incrível, bem organizada e com paisagens alucinantes a poucas horas da capital. No total foram 199 km com 5.000 mts de ascensão… Um pedal intenso que marcou mais uma vez nossa amizade com muito suor e boas risadas.

serra do japi bike tiago brant

Deu pódio!

 

Obrigado, Betão e até a próxima!!!

Compartilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *