O Projeto Tacitus nasceu de duas paixões que o casal tem em comum: a biologia e viajar. Tudo começou como um grande sonho de viajar por muitos países e conhecer novos lugares, pessoas e culturas. O sonho começou a virar projeto quando percebemos que poderíamos unir à viagem algum propósito pelo qual realmente acreditamos. Sabendo da urgente necessidade de proteger a biodiversidade do planeta e percebendo que as pessoas precisam conhecer mais sobre os serviços ecossistêmicos e refletir a respeito de seu padrão de consumo, surgiu o Projeto Tacitus: uma expedição de moto pelos cinco continentes em prol da valorização e conservação da biodiversidade!

 

tacitus discooperio equador

Thiago e Daniela no Parque Nacional Yasuní, Equador

 

Depois daquelas férias maravilhosas ou daquele fim de semana sensacional, quem nunca se pegou pensando “não queria que terminasse?” Pois é, em determinado momento de nossas vidas levamos a sério esse pensamento. Algumas conversas jogadas fora daqui, uns esboços dali, e, após muitas reflexões a decisão estava tomada: iríamos fazer uma pausa em nossas vidas convencionais para seguir um sonho, o de viajar o mundo. A ânsia por ver com os próprios olhos o que o resto do mundo tem a nos oferecer vem de nascença, está em nosso sangue, e já não podíamos mais ignorar. No entanto, sempre que nos pegávamos conversando sobre como seria a vida na estrada ou planejando alguma rota, sentíamos que faltava algo. Se vamos passar por tantos lugares sensacionais e conhecer tanta coisa, por que não aproveitar o caminho e fazer algo que realmente acreditamos que valha a pena?

A veia de biólogos falou mais alto e em pouco tempo o Projeto Tacitus tomava corpo. O plano é percorrer 121 países em 4 anos e meio e visitar, pelo menos, uma área protegida por país, registrando e compartilhando sua fauna, flora, beleza cênica e importância ecológica com o maior número possível de pessoas. Sabem aquelas férias intermináveis? Deram espaço ao trabalho árduo de defender um ideal. No meio desse rebuliço de ideias e vontades, surgiu o Instituto Resiliência Ambiental, uma ONG criada com o intuito de apoiar e desenvolver ações para a preservação, defesa e conservação do meio ambiente, além da promoção do desenvolvimento sustentável. É também através da ONG que contatamos as autoridades responsáveis pelas áreas protegidas de cada país e buscamos ajuda e fomento para desenvolver o Projeto Tacitus.

 

tacitus discooperio

 

Vivemos em uma época de enxurrada de informações. Todos os dias somos bombardeados com centenas, talvez milhares, de notícias, dados, anúncios, conceitos, etc. Mas quanto disso realmente refletimos e incorporamos? Nós percebemos que, em geral, as pessoas recebem bastante informação a respeito do meio ambiente. Se perguntarmos para nossos amigos e familiares se já ouviram falar sobre aquecimento global, mudanças climáticas ou uma espécie ameaçada de extinção, muitos terão uma resposta positiva, mas muito pouco ou nada fazem para ajudar a mudar o cenário de superexploração dos recursos naturais. O ambiente está o tempo todo nos fornecendo bens e serviços, mas não nos atentamos à isso e, muitas vezes, negligenciamos o fato de que somos totalmente dependentes dos recursos naturais. Nos encontramos tão afastados da natureza que tem gente que acha que o lixo se vai quando o lixeiro passa e que a tecnologia pode resolver todos os problemas da humanidade, atuais e futuros.

 

 

 

Não acreditamos na ideia de que apenas governo e empresas são os responsáveis por cuidar da natureza, afinal, somos nós consumidores que ditamos o ritmo das coisas. É o nosso padrão de consumo descontrolado que fomenta as ações destrutivas. Acreditamos no Projeto Tacitus porque pensamos que o primeiro passo é conhecer, para então preservar. Nosso intuito não é ditar o estilo de vida de ninguém, até mesmo porque nós estamos nos adaptando à nova vida e descobrindo um estilo próprio. O que almejamos é incorporar no dia a dia das pessoas mais aspectos sobre a nossa relação com o meio ambiente, com a esperança de incentivar mais tomadas de decisões e ações cotidianas em prol do bem estar de nosso planeta.

projeto tacitus discooperio argentina chile Fronteira entre Chile e Argentina

 

Para começar a interagir: você sabe quanto utiliza dos recursos naturais e quantos planetas seriam necessários para manter o seu estilo de vida? Neste primeiro post te convidamos a conhecer a sua pegada ecológica, a marca que você deixa no meio ambiente fruto do seu padrão de consumo. Acesse o link abaixo, assista ao vídeo de apresentação e responda um questionário rápido. Não vai tomar mais de 5 minutinhos do seu tempo! Compartilhe aqui com a gente quantos planetas seriam necessários para manter o estilo de vida que você leva se todo mundo vivesse como você. A média do Brasil é de 1,6 planetas!

Conservar a biodiversidade e os recursos naturais é dever de todos. E aí, vamos fazer juntos?

Clique aqui e faça o teste da Pegada Ecológica

 

Assista ao vídeo do projeto!

 

 

Curta o Projeto Tacitus Discooperio no Facebook.

Compartilhar no Facebook

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *