Texto escrito por nossa colaboradora Karina Oliani, sobre a temporada que passou em Uganda, em missão solidária como médica.


Porque o bem ao próximo desconhece fronteiras, ele é puro o suficiente pra transcender as barreiras criadas pelo homem e beneficiar o planeta

Sempre acreditei que, nessa vida, nada é por acaso e tudo acontece por algum motivo… Das voltas que o mundo dá, o acaso colocou o Bruno Feder no meu caminho. Ou será que fui eu quem acabou entrando no dele?! Isso eu nunca vou conseguir responder. E, talvez, nem precise… Nesse caso, só tenho que agradecer o universo por ter conspirado pra que isso acontecesse!

O Bruno é um fotógrafo paulista, ativista social, que usa sua fotografia e seu talento para mudar o mundo! Ele fez o curso “Photography for Social Change”, em Nova York, e passou a comercializar suas fotos em leilões de arte. Toda verba arrecadada é revertida para projetos sociais e outras viagens que ele faz pra mostrar um mundo que poucos conhecem na África.

O Uganda Edition foi idealizado pelo próprio Bruno e tinha como objetivo beneficiar a escola Beso e o Vilarejo de Wanteete, no interior da Uganda. As fotos feitas em suas últimas duas visitas à comunidade, em 2014, foram vendidas em uma exposição para arrecadar fundos para a compra de materiais escolares e uniformes para as crianças da região.

 

Karina Oliani Bruno Feder Uganda Expedition

 

E é aí que eu entro na história… O Bruno sabia que eu era médica e que gostava muito de me envolver com trabalhos sociais. Depois de me apresentar o projeto em um almoço em São Paulo, bastaram algumas semanas e lá estávamos nós embarcando para Uganda! Minha missão seria organizar as ações médicas.

Ir até lá para entregar os materiais e uniformes escolares para aquelas crianças não seria suficiente. Como médica, sentia necessidade de fazer mais por aquele vilarejo, onde mais de mil crianças e 1.500 famílias vivem em situação extrema de pobreza. Para se ter uma noção, os moradores não possuem sistema de água ou saneamento básico e, muito menos, coleta de lixo.

Por isso, nossa prioridade foi vermifugar todas as crianças. Por mais que elas continuassem comendo de maneira precária, era muito importante que esse processo acontecesse para melhorar sua saúde e fortalecer sua imunidade.

Além disso, com o apoio da Condor, fizemos aulas de higiene dental e distribuímos mais de 600 escovas, fio dental e pastas de dentes na região. Até então, nenhuma criança de lá tinha escova e elas limpavam os dentes com gravetos de madeira!!! Aproveitamos a viagem e levamos com a gente uma dentista da capital da Uganda até o vilarejo. Ela fez tratamentos nas crianças que já estavam com os dentes de leite prejudicados, para que os permanentes conseguissem nascer saudáveis.

 

crianças em uganda Karina Oliani

 

Problemas como AIDS e DST também foram discutidos com os moradores de Wanteete. Demos aulas de educação sexual para os adolescentes e planejamento familiar para os adultos. Com a ajuda da Jontex, entregamos 4.600 preservativos para todos.

Ainda, fizemos algumas visitas para as pessoas mais debilitadas, aqueles pacientes mais graves que não podiam vir do interior até o Vilarejo que usamos como base, tendo a escola como centro de apoio. Um caso que me chamou muita atenção foi o de uma senhora que tinha um tumor de tireóide enorme e se queixava de dores. Eu e o Bruno conseguimos pagar sua cirurgia e, meses depois, soube que ela está curada! Foi muito gratificante, pois realmente mudamos a vida dela.

 

Sem dúvida, os dias que passamos no vilarejo foram abençoados e pudemos, verdadeiramente, fazer alguma diferença e levar esperança, amor e luz para aquelas pessoas.

Podemos não saber as respostas de todas as perguntas que a vida nos fará. Mas, quando o assunto é ajudar o próximo, uma resposta é sempre certa: “Sempre vale a pena!”.

Compartilhar no Facebook

1 Comment

  1. Renata Pereira disse:

    Parabéns pelo seu trabalho! Fazer a diferença para quem precisa tanto é muito gratificante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *