Nadando com Tubarões na Riviera Maia

Karina Oliani tubaroes mexico riviera maia viagem

Foto: Marcelo Rabelo

Se você ainda não conhece a Riviera Maia, em Cancún, no México, vá. Acabei de voltar de lá e, mesmo não tendo sido minha primeira vez na região, esta experiência foi realmente única. Consegui realizar tudo que tinha programado, inclusive nadar com tubarões. Também há a possibilidade de visitar os cenotes, formações naturais lindas esperando para serem exploradas por fora ou dentro d’água.

Desta vez, a surpresa da minha viagem estava escondida em uma passagem “secreta”, que me levou a uma caverna alagada do Parque Tankah. Este parque é cercado de mata virgem, que traz um mix de natureza perfeita com a cultura Maia, que é facilmente vista por todos os caminhos locais. Entre os destaques do parque está o maior cenote, que mais parece um enorme lago central, onde é possível fazer uma tirolesa.

Sou mergulhadora de caverna há muitos anos e os cenotes são sem dúvida, um dos meus lugares preferidos de mergulhar. Cada um proporciona uma experiência completamente diferente do outro, é realmente incrível.

 

Karina Oliani nadar com tubaroes mergulho

Foto: Marcelo Rabelo

Enquanto estava lá, também fui conhecer o MUSA – Museo Subacuático de Arte. É um museu contemporânea criado em 2009, para recuperar a vida marinha após o furacão Wilma e, infelizmente, também do impacto humano nos recifes naturais. Na produção das esculturas, os artistas usam materiais que propiciam o desenvolvimento de algas marinhas, corais e peixes. Ou seja, quando um museu submerso é construído, não é só um museu com algumas peças para atrair turistas.

Hoje o MUSA tem mais de 400 esculturas permanentemente submersas, que servem, entre outras funções, de lar para ouriços, lagostas e tartarugas. É provavelmente um dos museus de arte subaquática mais atraentes do mundo. No total, as obras ocupam uma área de cerca de 420 metros quadrados e pesam aproximadamente 200 toneladas.

 

Karina Oliani aventura com tubaroes spot gen3

Foto: Marcelo Rabelo

Graças à prática de muitos anos de mergulho livre, consegui observar bem de pertinho cada uma que me prendeu a atenção. São muitas. Como tenho uma apneia razoável, meu fôlego me permite descer os 12 metros para observar de perto cada escultura da arte “Evolución Silenciosa”, do Taylor.

 

Karina Oliani museu subacuatico mexico tubaroes

Foto: Marcelo Rabelo

Mergulho com o maior peixe do oceano em Isla Mujeres

Há muito tempo eu vinha tentando mergulhar com tubarões-baleia no México. Já tinha tido uma oportunidade maravilhosa de conhecer esses gigantes gentis nas Ilhas Maldivas, em 2014. Mas era quase que um sonho, ainda mais por ter planejado essa aventura várias vezes em Isla Mujeres e não ter conseguido. Mas agora posso dizer com todas as palavras: eu consegui mergulhar com os tubarões-baleia na Isla Mujeres no México, e foi um mergulho espetacular e mega emocionante.

karina oliani nadando com tubarao baleia

Foto: Marcelo Rabelo

Confie em quem tem mais de 300 dentes

Sabe aquela música do Titãs que fala “Não confio em ninguém com 32 dentes”? E o que dizer de alguém que pode ter mais de 300 fileiras de pequenos dentes e permite que você mergulhe e nade ao seu lado? Eu digo que dá para confiar sim! Não se tem conhecimento de ataques de tubarões-baleia a humanos, mesmo pelo fato de andarem em grupos e não usarem todos esses dentes para se alimentar.

Dois dias de mergulhos inesquecíveis

Mergulhamos com os tubarões-baleia dois dias e foi uma experiência ainda melhor e mais impressionante do que imaginei. No primeiro dia tivemos a honra de nadar ao lado de aproximadamente 150 deles e no segundo dia o capitão disse que eram ainda mais, cerca de 200 animais. O México é uma das regiões que tem a maior concentração de tubarões-baleia no mundo! A coloração dele é maravilhosa e bem marcante e completa o espetáculo. O dorso e as laterais são em tons entre cinza e um azul bem escuro, às vezes com manchas clarinhas redondas.

Karina Oliani tubaroes baleia mergulho mexico

Foto: Marcelo Rabelo

Interação mútua

O que torna a experiência de nadar com tubarões-baleia ainda mais interessante é que, além de deixarem que humanos interajam com eles, eles também interagem. É um dos meus animais favoritos de toda a face da terra. Nadam de forma extremamente bonita, com calma, mas por serem tão gigantes, haja pernadas longas e fortes para nadar atrás deles…

Karina Oliani tubaroes spot blog

Foto: Marcelo Rabelo

A maior parte dos turistas que fazem o passeio passam, no máximo, cerca de 30 minutos na água com eles. Eu fiquei por 3 horas e, nos 2 dias, só sai quando me ameaçaram (risos). No ano que vem volto pra passar uma semana nadando com esses animais lindos e fascinantes.

Karina Oliani nadando com tubaroes spot gen3

Foto: Marcelo Rabelo


Agradecimentos:

Hotel Mexico Xcaret All Inclusive | Trippers Collection | AT Travel receptivo | Outex | Canon Professional Services

Compartilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *