Comunicação eficaz na maior trilha do mundo

Em uma histórica parceria visando levar mais segurança às trilhas dos Estados Unidos, recentemente doamos 16 dispositivos SPOT X para a equipe de voluntários da famosa Appalachian Trail. É a maior trilha para se percorrer a pé no mundo, e o instituto de conservação da trilha muitas vezes encontrava barreiras de comunicação.

A aventura começa na parte inferior da Chattahochee National Forest, na Georgia, e se estende por 14 estados, até Maine, a nordeste de Nova York. São aproximadamente 3.540 km de extensão, que levam, em média, três a seis meses para serem percorridos. Em virtude disso, a maioria dos visitantes escolhe apenas trechos da trilha para caminhar.

appalachian trail, spot x, trilha, chattahochee national forest, maine, nova york, thru-hikers
Foto: Horizonline Pictures, ATC

Os que atravessam os 3.540 km são chamados de thru-hikers – um trocadilho com a palavra “true” (verdadeiro) e “through” (através), formando a expressão, numa tradução ao pé da letra – os “verdadeiros trilheiros”. Apesar de ser um percurso longo, o caminho é bem sinalizado e mesmo sem mapa é difícil de se perder. A trilha conta com partes escuras e de natureza selvagem. O urso-preto-americano, por exemplo, é presente na região, mas apesar de parecer assustador, eles raramente confrontam os andarilhos. Cobras e carrapatos também podem ser encontrados ao longo do caminho.

A Appalachian Trail conta com ótima equipe de preservação: a Appalachian Trail Conservancy. É uma organização sem fins lucrativos, fundada em 1925 por voluntários e funcionários federais, que tem como objetivo gerenciar, prestar assistência aos trilheiros e preservar todo o caminho ao longo das cadeias de montanhas.

Ao longo dos 3.500 km de extensão da trilha, há muitos pontos sem comunicação tradicional, o que é encarado como um certo risco, apesar da boa sinalização e preparação dos voluntários, além da dificuldade logística de acesso a essas regiões.

appalachian trail. doação, SPOT X, socorro, equipamentos, trilha, localização, S.O.S
Foto: Equipe ATC

Porém, com a recente doação da SPOT de 16 dispositivos SPOT X, ficou mais fácil e seguro para trabalhar e curtir a grandiosa Appalachian. Os equipamentos são 100% via satélite e permitem o contato constante via mensagem de SMS e Email, e compartilhamento de localização entre os funcionários da ATC e as equipes de suporte. Mais importante, os aparelhos possuem um botão de S.O.S. que, ao acionado, solicita assistência de equipes que vão diretamente socorrê-los. O investimento de toda doação custou em torno de R$33.000 e contou não apenas com os equipamentos, mas também com os planos de serviços inclusos.

Foto: Equipe ATC

Os dispositivos SPOT X são de suma importância, pois trazem mais segurança e comunicação aos funcionários da ATC. Além de permitir o rastreamento GPS, cada dispositivo SPOT X possui um número de celular e permite que os usuários enviem e recebam mensagens diretamente para outros números de telefone.

O mineiro Jeff Santos, parceiro da SPOT Brasil, embarcou nessa aventura e caminhou os 3540 km da trilha acompanhado do SPOT Gen3. Ele contou que o dispositivo foi o equipamento mais importante da viagem, pois lhe garantiu segurança e possibilitou o contato por meio de SMS com a sua família. Ele ainda destacou que o percurso é bem tranquilo e que a cada 5 dias, a trilha encontra uma cidade, possibilitando o acesso a suprimentos e internet.

appalachian trail, SPOT Brasil, aventura, trilha, SPOT Gen3, segurança, contato, SMS
Jeff Santos ao finalizar a Appalachian Trail.

Nós, da SPOT Brasil, ficamos muito felizes em contribuir com o trabalho que a Appalachian Trail Conservancy faz, de proteger e monitorar a maior trilha do mundo! É gratificante saber que os aparelhos SPOT e nossa tecnologia via satélite ajudam as equipes a se comunicarem melhor e a permanecerem seguras enquanto protegem e preservam essa beleza natural.

Compartilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *