Fernando de Noronha, o paraíso é aqui

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil
Foto: Kadu Pinheiro e Marcelo Rabelo.

Fernando de Noronha é um lugar como poucos outros. E mesmo já tendo visitado algumas vezes, a exuberância da natureza nesse pequeno arquipélago nunca deixa de me impressionar.

O melhor de Fernando de Noronha é que está bem aqui, no nosso Brasil, não precisa de passaporte, outro idioma ou inúmeras horas em aeroportos e aviões. Basta planejar sua visita ao arquipélago, preencher os documentos necessários e comprar a passagem para um desses pedaços do paraíso.

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil, ilha
Foto: Kadu Pinheiro e Marcelo Rabelo.

Para os turistas estrangeiros que chegarem em Fernando de Noronha, uma boa notícia: a partir do dia 1º de fevereiro de 2019, o pagamento da Taxa de Preservação Ambiental (TPA), que antes era feito ao desembarcar no aeroporto, poderá ser realizado pela internet usando cartão de crédito e débito. A novidade ficará disponível no site oficial da administração da Ilha.

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil, ilha, patrimônio natural, patrimônio histórico, preservação
Foto: Kadu Pinheiro e Marcelo Rabelo.

Além das praias, baías e natureza riquíssima, Noronha também reserva outras surpresas… Afinal, são mais de 500 anos de história, que tornam o Arquipélago, além de um Patrimônio Natural, um verdadeiro Patrimônio Histórico que merece ser visitado e, sobretudo, preservado.

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil, expedição, ilha
Foto: Kadu Pinheiro e Marcelo Rabelo.

O primeiro a descrever as belezas da ilha foi o navegador italiano Américo Vespúcio, a serviço da coroa portuguesa, em 1503. Numa expedição financiada pelo fidalgo Fernão de Noronha, que visava a extração e comércio de pau-brasil, Vespúcio encontrou a ilha à procura de uma das caravelas que havia naufragado nas redondezas.

Após a descoberta, disse em uma carta a Portugal: “O paraíso é aqui. Infinitas águas e infinitas árvores; aves muito mansas, que vinham comer às mãos; um boníssimo porto que foi bom para toda a tripulação”. A Ilha não era habitada, portanto causou ainda mais essa sensação de chegada ao paraíso. Em decorrência da descoberta, em 1504, a ilha foi doada ao financiador da expedição, Fernão de Loronha, e ganhou seu nome. Foi a primeira Capitania Hereditária do Brasil, porém jamais visitada pelo seu donatário. Depois, o nome foi abrasileirado e se tornou Fernando de Noronha.

Ilhas geralmente inspiram lendas… Uma das que escutei primeiro em Fernando de Noronha foi a Lenda de Alamoa: Fala de uma mulher sedutora, de pele muito alva, longos e fartos cabelos louros, que andava seminua. Em noites sem luar, aparecia com sortilégios e cantos envolvedores, e atraía os desavisados, levando-os à morte nos penhascos e promontórios do arquipélago.

As mães aconselhavam os filhos que não saíssem para passear nessas noites perigosas, pois a “malvada” Alamoa poderia enlouquecê-los de amor e matá-los de terror. Aqueles que se deixassem enredar nessa teia de sedução estavam expostos à maldição da sereia de “mãos longas e pálidas” e “de abraço gelado e aterrador contato”, somente vencido se um clarão de um raio iluminasse o lugar, fazendo desaparecer o encanto.

Deixando as lendas de lado agora e voltando para a culinária da ilha: Há restaurantes excelentes, como o Restaurante O Pico, com uma das melhores vistas de Noronha. Ou então o restaurante do Dolphin Hotel, o Acqua, que tem o melhor Peixe na Telha que já comi… Quer algo que vai além da gastronomia?! Que tal a Peixada do Solomon, no restaurante do Vale? Música ao vivo e uma verdadeira festa às quintas-feiras à noite (mas precisa reservar com pelo menos 1 semana de antecedência).

Agora indo à melhor parte: As Praias e o Mar de Noronha.

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil, karina oliani, praia, mar de noronha
Foto: Kadu Pinheiro e Marcelo Rabelo.

A Praia do Sancho é simplesmente fantástica, tanto que foi, por duas vezes consecutivas, eleita como a Melhor Praia do Mundo! O acesso não é muito fácil, mas vale a pena cada degrau! 

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil, caminhada, praia, mar de noronha
Foto: Kadu Pinheiro e Marcelo Rabelo.

Outra praia que exige uma boa caminhada, mas que, por conta disso, garante um exclusivo descanso aos que a completam, é a Praia na Baía dos Porcos. Nela, temos o Mirante dos Porcos, que nos presenteia com uma vista única das praias cristalinas do mar de Noronha.

A Praia dos Bodes também possui um mirante exclusivo, o Mirante dos Bodes, que proporciona uma vista diferenciada justamente por conta do Morro dois Irmãos, conjunto de rochas no meio do mar que cercam o pequeno arquipélago de Fernando de Noronha. 

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil, mar de noronha, karina oliani, morro dois irmãos

Além de suas belas praias, Fernando de Noronha tem, sem dúvida, os melhores mergulhos do Brasil, valendo dar destaque aos pontos Pedras Secas, Trinta Réis e Caverna da Sapata, todos com as companhias inigualáveis de diversas espécies de peixes, arraias e até mesmo de dóceis e belos tubarões em um mar limpo e seguro.

fernando de noronha, natureza, arquipélago, brasil, mar de noronha, peixes, mar limpo

Vem pra Noronha! Um lugar único, cheio de beleza e paz, segredos e mistérios, esperando para serem descobertos por você!

Deixo aqui meus agradecimentos especiais ao Atlantis Divers, Associação de Pousadas de Fernando de Noronha e Maxmilhas.

Compartilhar no Facebook

2 Comments

  1. Morango disse:

    Que local extraordinário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *