Dormir bem e acampar cabem na mesma mochila

mochila trekking montanha
Acervo @DeuterBrasil

Quando as aventuras vão ficando mais desafiadoras, é normal querer emendar os dias no meio da natureza. Para isso, além das comidas e roupas extras, é bom pensar em como dormir. E, sem dúvidas, carregar barraca e outros itens pesarão nas costas. Mas vamos combinar, todo conforto a mais reflete no descanso e no desempenho que você terá no dia seguinte. Confira as dicas, que nossos parceiros da Pisa Trekking fizeram, de artigos básicos que você precisa levar na sua aventura para ter uma boa noite de sono

Barraca:

barraca mochila acampamento
Acervo @DeuterBrasil

Como dissemos, vai haver mais peso. Mas pesquisando bem, você evita carregar quilos à toa naqueles trechos mais complicados. Por isso, quando for comprar sua barraca, pense em quantas pessoas irão dormir dentro. As mais leves de 0,5 a 1,5kg comportam uma ou duas pessoas. Já as maiores de 3 a 10kg cabem mais de três pessoas.

Outra preocupação deve ser a época e tipo de viagem. Caso você esteja viajando para áreas frias como a Patagônia ou a Cordilheira Blanca, as barracas quatro estações e, especialmente as feitas para montanha, são as que você deve procurar. Elas são mais impermeáveis e resistentes ao vento e, por isso, mais pesadas e caras.

No lado oposto, temos as barracas de verão, bem leves e ventiladas, mas propícias apenas para viagens que já possuem estrutura para camping ou temperaturas amenas. Por isso, se tivermos que dar uma dica pensando em Brasil, compre uma barraca três estações. Tão compacta para guardar quanto resistente a intempéries moderadas, ela se adapta bem a maior parte dos climas e solos brasileiros.

Como preservar minha barraca?

acampamento barraca neve
Acervo @DeuterBrasil
  1. Não use uma barraca de verão num clima de montanha, e vice-versa. Usando o modelo errado você pode quebrá-la, quando não até acabar passando frio ou algum outro sufoco;
  2. Verifique o solo em que você estiver armando sua barraca e procure lugares planos. Primeiro, para você ter uma noite de sono mais confortável e segundo, para não ficar tensionando os materiais para um lado e acabar danificando-os;
  3. Tendo um solo plano, limpe o lugar para evitar que galhos, pedras e objetos cortantes acabem furando a barraca;
  4. Evite entrar com roupas e calçados sujos e não se esqueça de tirar as sujeiras que possam ter entrado quando for desarmar a barraca;
  5. Quando a aventura acabar, não se esqueça de lavar e secar a barraca. Além do cheiro ruim da próxima vez que usar, só a umidade do orvalho vai estragando aos poucos os tecidos;
  6. Os cordeletes e sticks (aqueles ferrinhos que prendem a barraca) são partes importantes do equipamento. São eles que darão o acabamento final na hora da montagem da barraca. Cuide bem deles!

Saco de Dormir:

saco de dormir barraca acampamento
Acervo @SeaToSummitBrasil

Mas mesmo com a melhor barraca, você pode continuar sentindo frio se não tiver um saco de dormir, ou pior, um saco de dormir errado. Por isso, para evitar ter que vestir roupas pesadas por dentro, a primeira coisa é entender o tipo de viagem.

Em roteiros mais frios, como Serra Fina e Serra dos Órgãos, gaste em sacos mais quentes de plumas de ganso. Aliás, é bom procurar um saco com resistência 5ºC abaixo do esperado. Por exemplo, se for a um lugar que chega ao zero grau, compre um saco -5ºC conforto. Afinal, nunca se sabe se, exatamente no dia da sua viagem, o lugar marque a menor temperatura em anos.

Apesar do peso extra e de existir sacos ideais para o verão, ele também serve para viagens em regiões mais quentes, como o Trekking do Descobrimento, no Sul da Bahia e a Ponta da Joatinga, em Paraty. No final das contas, sempre vale abrir o zíper. Mas não tente fazer o contrário. Em regiões mais frias, como a Serra da Mantiqueira, um saco mais fininho pode te levar a uma hipotermia, quando não à morte. Por isso, confira a mínima mais baixa que o destino já registrou, e siga as recomendações para dormir em uma temperatura confortável.

Isolante Térmico:

isolante térmico acampamento montanhismo

Outra coisa importante que corta o frio são os isolantes térmicos, que vão entre o saco de dormir e o chão. Eles, além de tirar qualquer irregularidade do solo, ainda evitam que seu corpo perca calor para as rochas geladas. E tal como as barracas e sacos, os isolantes também se dividem em modelos.

Isolantes térmicos de EVA:

São os mais baratos. Ainda assim, existem bons e ruins produtos. Por isso, na hora da compra, procure aqueles sem cheiro, porque o material provavelmente durará mais tempo. Vale também se atentar a espessura: quanto mais frio seu destino, maior deve ser milimetragem. Por exemplo, para temperatura abaixo de zero, 10mm é o mínimo recomendado.

Isolantes térmicos “dobráveis”:

São mais leves que os de EVA, mas ao mesmo tempo mais espessos (a partir de 20mm). Portanto, são mais indicados para viagens longas com vários dias de pernoite em barraca. Se você for um viajante mais ocasional, o de EVA dará conta.

Isolantes térmicos infláveis:

Tem a melhor relação peso x volume, de forma que pode ser guardado dentro da mala sem ocupar muito espaço. O que é diferente dos dois outros modelos, que na maioria das vezes vão fora. Aliás, certifique-se de que ele tem “espuma”. É isso que faz os infláveis serem os mais isolantes dos três.

A única ressalva é que será necessário um cuidado extra, já que como o produto é enchido a ar, ele pode acabar furando em algum canto inapropriado que você deixar. Ah, e claro, estes são os modelos mais caros!

Vale ressaltar, mais uma vez, que isso é apenas o básico. Conforme você for ganhando experiência, pode comprar um fogareiro e um kit de panelas para trekking para não ficar fazendo gambiarras sozinho no meio do mato. Também pode usar uma headlamp (lanternas que se prendem à cabeça), que é muito melhor do que ter uma lanterna comum, porque você deixa as mãos livres para fazer outras coisas.

cozinha montanha trekking comida

Aproveite essas dicas para deixar suas viagens mais seguras e confortáveis, Afinal de contas, uma boa noite de sono é essencial, seja na cidade ou na natureza. Não se esqueça de sempre levar um recipiente para levar seus lixos e resíduos, para que outras pessoas possam aproveitar o mundo outdoor.

Compartilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *